Carne de Porco é Remosa? | Mito ou verdade? Veja!

Existe uma crença popular que a carne de porco é remosa e poderá atrapalhar a cicatrização da pele.

Claro que isso deixa muita gente confusa, e logo surge a dúvida, devo ou não consumir o alimento?

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em geral, a dúvida ocorre em pessoas que recentemente fizeram uma cirurgia ou tatuagem, e estão preocupados com a cicatrização da pele.

Neste artigo, você saberá mais a respeito do assunto, e entenderá diferentes pontos de vista sobre este tema tão discutido.

Sobre os remosos!

Remoso ou reimoso, de acordo com o dicionário, significa algo que faz mal ao sangue e assim prejudica à saúde.

No entanto, este termo não vem da ciência, mas da cultura popular, que o utiliza para definir alimentos que causam efeitos adversos no organismo.

Em geral, o camarão e o caranguejo são considerados remosos e devem ficar de fora do cardápio de quem busca uma boa cicatrização da pele.

O mesmo conceito abrange a carne de porco, também peixes que não possuem escamas, carne de caças, ovos e alguns tipos de frutas.

Contudo, a classificação de um alimento remoso, não está fundamentada em estudos científicos, e sim em tradições populares relacionadas às crenças e costumes regionais.

A Carne de porco é remosa ou não? Mito ou verdade?

Aqui em nosso país, a carne suína e seus derivados são comumente considerados remosos ou “carregados” em várias regiões.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Embora a comprovação de alterações anormais sobre os processos de cicatrização devido ao consumo da carne suína ainda seja pouco estudada.

Muitos profissionais da área da saúde não veem problemas no consumo em condições como no pós-operatório.

De acordo com o site de saúde 1doc3, o Dr. Alejandro Abello-Martinez, explica que a carne de porco não é contra-indicada após cirurgia nem causará complicações.

Segundo o médico, com uma dieta equilibrada e seguindo as instruções médicas, você poderá consumi-la como preferir.

Entretanto, é importante destacar que existem exceções, para pessoas sensíveis ou alérgicas a carne suína e seus derivados, a ingestão em qualquer circunstância será prejudicial.

Sendo assim, é fundamental saber sobre os perigos da sensibilidade, intolerância ou alergia alimentar, assim como identificar os seus sintomas.

A carne de porco pode ou não provocar alergia na pele?

O que a cultura popular chama de alimento remoso, na ciência médica pode ser visto como alimento alergênico.

A alergia alimentar, é uma condição de saúde responsável por vários sintomas, na pele, pode ocasionar vermelhidão, inchaço, coceira, erupções cutâneas dentre outros.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O consumo da carne de porco pode ocasionar reações adversas somente para aqueles alérgicos ou sensíveis a este alimento.

A reação alérgica ocorre quando o sistema imunológico reconhece uma substância no alimento como uma ameaça.

Em outras palavras, sempre que o corpo entende que uma sustância no alimento é perigosa, mesmo não sendo, ocorre a reação alérgica.

Já a intolerância alimentar está associada a problemas digestivos, o que também pode apresentar diversos sintomas como;

  • Coceira
  • Diarreia
  • Manchas na pele
  • Cansaço
  • Enjoos
  • Azia
  • Náusea
  • Arroto
  • E outros 

Por sua vez, a sensibilidade alimentar, tem sintomas parecidos com a da alergia, porém são um pouco mais leves e estão relacionados ao aparelho digestivo.

Embora os sintomas variam de acordo com cada pessoa, somente um profissional da área da saúde é capaz de diagnosticar com precisão essas condições de saúde.

Portanto, é um equivoco pensar que a carne de porco é remosa ou prejudicial para o público em geral.

já que um alimento pode ocasionar reações adversas em uma pessoa, e ser inofensivo para outra.

Contudo, ao apresentar qualquer reação adversa ao consumo, é muito importante procurar imediatamente ajuda médica.

Quando a carne de porco pode ser remosa e como evitar contaminações.

Sabendo que um alimento é considerado remoso, quando oferece substâncias prejudiciais ao organismo do consumidor.

Quando um alimento está contaminado por micro-organismos, que no caso, tornará verdadeira a afirmação que a carne de porco é remosa.

Seja por bactérias, vírus ou fungos, os alimentos estão passíveis de contaminações, por isso, é fundamental ter atenção à procedência dos alimentos antes da compra.

Criatórios clandestinos que não possuem higiene e não oferecem alimentação e vacinação adequada para os animais, acabam por comprometer a qualidade da carne.

Já a higiene no manuseio e o tempo certo de cozimento, evitam possíveis contaminações por micro-organismos.

A carne crua ou mal passada, se contaminada, pode transmitir diversos agentes patológicos extremamente prejudiciais à saúde, confira alguns;

  • Trichinella spiralis
  • Salmonela
  • Toxoplasma gondii
  • Taenia solium

De fato, alguns cuidados são importantes para uma alimentação saudável, assim como escolher os alimentos certos na sua dieta.

Portanto, agora confira alguns alimentos com nutrientes essenciais para uma boa saúde bem como para cicatrização da pele.

Veja alimentos que ajudam na cicatrização da pele.

Agora vamos falar sobre alimentos ricos em nutrientes que ajudam na cicatrização de feridas e quais deles são indicados em uma dieta pós-cirurgia.

De acordo com o centro médico acadêmico Cleveland clinic, é importante uma nutrição adequada para reparar os tecidos do corpo e assim auxiliar na recuperação.

Alimentos ricos em vitamina A e C são descritos como benéficos e podem ser incluídos em sua dieta.

Uma das melhores fontes de vitamina C, são as frutas, um bom exemplo, é a goiabaacerolakiwilaranja e o limão.

Esses alimentos ajudam a fortalecer as defesas naturais do seu corpo, auxiliando no combate à infecções e na reconstrução da pele.

Já a vitamina A, do mesmo modo, atua reforçando o sistema imunológico do organismo, sendo também um poderoso antioxidante.

Os antioxidantes combatem aos radicais livres, que são responsáveis pelo envelhecimento precoce e de várias doenças.

Além disso, é importante consumir a vitamina A, pois o nutriente atua trazendo benefícios também para sua pele, cabelo e visão.

Você pode consumir essa vitamina ao ingerir vários alimentos, alguns deles são, a cenoura, fígado, gema do ovo, couve e manga.

Do mesmo modo, quem busca uma boa cicatrização, precisará de colágeno, pois essa proteína é fundamental para regeneração dos tecidos e cartilagens.

Uma boa forma de obter o colágeno, é aderir na sua dieta proteínas de origem animal, por exemplo, o ovo, carne bovina, aves ou peixes são excelentes opções.

Entretanto, é importante ter o auxilio e acompanhamento de um médico e nutricionista na elaboração do seu cardápio, de acordo com o seu estado de saúde e necessidades nutricionais.

As fontes incluem:

  • http://www.saude.sp.gov.br/
  • https://acaai.org/allergies/types/food-allergies/types-food-allergy/meat-allergy
  • https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/food-allergy/symptoms-causes/syc-20355095
  • https://my.clevelandclinic.org
  • https://www.1doc3.com