Cuscuz prende o intestino? – Veja e entenda.

cuscuz prende o intestino

O cuscuz é daquelas receitas que ficam guardadas na memória e no coração, não é mesmo?

Porém, a maior suspeita é se o cuscuz prende o intestino.

Neste artigo, vamos conhecer a composição do quitute e saber se causa ou não constipação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Conhecendo o cuscuz

As receitas mais famosas são o cuscuz Nordestino, o paulista, o Marroquino, sem falar do feito de Tapioca.

Este prato é tão apreciado pelos brasileiros, que muitos pensam que o quitute teve origem no Brasil.

Mas, não é bem assim, ele é uma iguaria africana, que veio de uma região chamada Magrebe, situada no Noroeste da África.

Além de tudo, a delícia conta com várias propriedades nutricionais que contribuem positivamente para nossa saúde.

O cuscuz prende o intestino?

Pelo fato de ser de constituição mais granulada, o cuscuz ganhou a fama de causador de prisão de ventre. 

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Apesar disso, o prato é fonte de fibras que são benéficas e ajudam no bom funcionamento do intestino.

As fibras são compostos vegetais essenciais para nosso corpo e favorecem o trânsito intestinal.

Por isso, ingeri-las de fontes como o cuscuz e outros pratos é saudável.

Vale dizer que o cuscuz contém até mais fibras que o próprio arroz cozido.

100g do alimento:

AlimentoFibras
Cuscuz de milho2,1g
Arroz tipo 1 cozido1,6g
Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos.

Já o cuscuz feito de tapioca não é a melhor opção para quem sofre de prisão de ventre.

Isso porque a tapioca é uma fonte de carboidratos simples e possui baixo teor de fibras alimentares.

Por isso, as receitas que levam flocos de milho são mais saudáveis por serem mais ricas em fibras.

É preciso ingerir líquidos!

Embora o cuscuz seja nutritivo e rico em fibras, ele deve ser inserido na dieta num contexto saudável.

Isso porque de nada adianta comer cuscuz e não ingerir uma porção adequada de água.

As fibras contidas nos alimentos precisam da água para auxiliar na eliminação e no amolecimento do bolo fecal.

Com maior ingestão de água, as fezes ficam mais amolecidas favorecendo o trânsito intestinal.

Além disso, fazer atividades físicas ajuda no funcionamento do intestino e promove vários outros benefícios à saúde.

Valores nutricionais do cuscuz de milho

Observe abaixo a composição nutricional do cuscuz e entenda porque vale a pena mantê-lo em sua mesa.

Informações nutricionais em 100 gramas do alimento.

Carboidrato25,3g
Proteínas2,2g
Gorduras totais0,7g
Fibra alimentar2,1g
Fibras solúveis0,1g
Cálcio1,5 mg
Piridoxina B60,1 mg
Magnésio2,7mg
Lipídios0,7g
Fósforo23,2 mg
Ferro0,2 mg
Potássio10,9 mg
Zinco0,2 mg
Sódio247,7 mg
Fonte: Tabela TACO

Conclusão

O cuscuz é rico em fibras e quando inserido numa dieta balanceada e saudável não causa prisão de ventre.

Além disso, a ingestão adequada de água e exercícios físicos são essenciais para prevenir a constipação. 

No entanto, em casos persistentes, é preciso consultar um médico de confiança para fazer exames.


Sair da versão mobile