Grávida Pode Tomar ENO? | Veja Bem Aqui!

A azia é um dos incômodos mais comuns na gravidez, ela causa queimação no estômago e no esófago, o que causa desconfortos.

Existem vários medicamentos utilizados para o alivio da azia e má digestão, porém, aqui no Brasil um dos mais populares é o sal de fruta Eno.

E é justamente sobre este antiácido que vamos falar hoje, vamos conhecer mais sobre esse medicamento e claro, saber se as grávidas podem ou não fazer o uso dele.

O que causa azia na gravidez?

Algumas causas são, doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), também conhecida como azia.

Suas causas podem ser a Hérnia de hiato ou alterações no esfíncter que separa o esôfago do estômago, que funciona como uma válvula para impedir o retorno do ácido estomacal para o esôfago.

No entanto, na gravidez a azia pode aparecer no segundo ou terceiro trimestre da gestação, ou até antes.

O refluxo ácido é mais comum na gestação, porque a progesterona, principal hormônio nessa fase, relaxa a musculatura do útero, para permitir que ele cresça e também comporte o bebê.

Isso combinado com a pressão do bebê em crescimento, também pode relaxar o esfíncter, permitindo assim que o ácido do estômago suba para o esôfago.

Naturalmente o esôfago não está preparado para receber esse tipo de ácido, o que causa queimação na garganta ou na parte superior do tórax.

Afinal, grávida pode ou não tomar ENO?

Para responder esta questão, consultamos o próprio site da Eno Brasil, portanto, fique atento (a) as seguintes recomendações.

O sal de fruta Eno não pode ser ingerido por mulheres grávidas ou amamentando sem prescrição médica.

  • Este medicamento reduz a acidez do estômago, e pode interferir na absorção de outros medicamentos que devem ser tomados em horários diferentes.

Por essa rasão, é recomendado conversar com o seu médico antes de fazer o uso desse medicamento.

Além disso, uma outra observação é que o sal de fruta Eno, não é indicado para gases.

Esse medicamento é adequado para o alívio da azia, má digestão e outros transtornos estomacais, como por exemplo: excesso de acidez no estômago e indigestão ácida.

  • Também não é indicado fazer o uso desse medicamento por mais de 14 dias, se os sintomas persistirem ou piorarem, consulte o seu médico.

Sal de fruta Eno composição: bicarbonato de sódio, carbonato de sódio e ácido cítrico

Agora veja alguns mitos na gravidez!

De acordo com a crença popular, seu bebê nascerá cabeludo se você tiver azia. Porém, segundo especialistas isso não é verdade!

Segundo o ginecologista Dr. Sang Choon Cha, que afirmou sem medo: “Não passa de lenda”. A azia está relacionada com alterações hormonais na gravidez.

Saiba como evitar azia na gravidez

Um velho ditado popular diz que prevenir é melhor que remediar, e sem dúvida ele está correto.

Portanto, aqui vai algumas dicas que podem ajudar a evitar a azia na gravidez.

  • Coma refeições pequenas, porém frequentes, e evite alimentos de natureza gordurosa, ácida ou picante, especialmente perto da hora de dormir.

Também evite o leite integral, pode até parecer que essa bebida é uma boa ideia, mas realmente aumenta o ácido estomacal, piorando as coisas.

Do mesmo modo, limite ou mesmo evite bebidas como por exemplo refrigerantes durante as refeições.

Abaixo separamos mais algumas dicas para você:

  • Coma devagar e mastigue bem a cada mordida.
  • Evite alimentos de natureza gordurosa como, frituras, chocolates e fastfood.
  • Evite alimentos picantes ou frutas cítricas.
  • Diminua a ingestão de itens à base de tomate, bebidas carbonatadas e cafeína.
  • Faça caminhadas, isso pode ajudar na digestão.
  • Use roupas confortáveis.
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas.
  • E não fume.

Saiba mais!

Considerações finais

O uso do sal de fruta Eno ou qualquer outro medicamento seja em condições normais ou na gestação, só pode ser feito com prescrição médica.

Ainda é recomendado nessa fase ter uma alimentação nutritiva, equilibrada e diversificada. Do mesmo modo é indicado beber bastante líquidos

Por último, não faça o uso excessivo ou prolongado de antiácidos que contenham altos níveis de sódio, isso pode levar ao inchaço ou hipertensão.

Como também não é indicado consumir qualquer antiácido que possua alumínio na composição.

Referências: