Kibe Engorda? | Confira Aqui! |

O kibe é uma tradição da culinária árabe que caiu no gosto dos brasileiros, mas quem está de olho na balança pode se perguntar se o kibe engorda ou não.

No entanto, antes de banir algum alimento que julgamos ser o vilão da dieta, é preciso conhecermos a sua composição, modo de preparo e o número de calorias.

A seguir, saiba mais sobre este prato e como inseri-lo na dieta sem culpa, isso e muito mais você confere agora.

Conhecendo o prato e o número de calorias.

kibe ou quibe, conforme a grafia que mais lhe agradar, é um prato que tem sua origem na culinária do Oriente Médio, sendo bastante popular na Síria, Jordânia, Líbano e na Palestina.

Assim como a esfiha, ele só chegou ao Brasil graças às mãos dos imigrantes, no caso sírios e libaneses. Este saboroso prato árabe é feito com carne, temperos e triguilho (ou trigo para quibe)

O número de calorias no alimento depende dos ingredientes e o modo de preparo, sendo que o kibe frito possui mais calorias que a versão assada ou cru.

A seguir veja as informações sobre a composição nutricional, como calorias, carboidratos e gorduras, conforme o modo de preparo.

KIBECALORIASGORDURASCARBOIDRATOS
Assado1362,7 g12,9 g
Frito25415,8 g12,3 g
Cru1091,7 g10,8 g

100 g/ Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos

Afinal, kibe engorda?

Diferente da coxinha ou empada que levam farinha refinada, que é pobre em fibras e nutrientes, o kibe é feito de triguilho, um grão integral muito nutritivo, baixo em gorduras e com grandes quantidades de fibras alimentares.

Se comparado a outros salgados, o quibe é mais saudável porque é rico em fibras que controlam o apetite, previne a constipação e reduzem a velocidade de absorção da glicose.

Contudo, por mais que os componentes sejam saudáveis, a fritura torna o kibe muito calórico e pode engordar dependendo da frequência e a quantidade na dieta, assim, o ideal é não exagerar!

Além disso, vale destacar que a fritura adiciona não só calorias ao prato, mas também gorduras saturadas que podem causar várias doenças quando consumida em excesso.

Portanto, para não engordar e colocar a dieta por água abaixo, o melhor é não exagerar e optar pelo kibe assado que possui menos gorduras e deixar o frito para ocasiões especiais.

Quem está de dieta pode comer kibe?

O kibe tem as proteínas da carne, as fibras e nutrientes do triguilho, é uma opção nutritiva e pode estar na dieta desde que existam alguns cuidados.

Em suma, esse prato árabe possui menos sódio e gorduras saturadas que certas carnes processadas, sendo então mais saudável na dieta.

Segundo dados nutricionais da (Taco/Unicamp), Tabela brasileira de composição de alimentos.

Em 100 gramas de kibe assado, há 136 calorias, enquanto a mesma quantidade de linguiça de porco frita, contém 280 calorias ou 269 kcal no caso da mortadela.

Sódio x gorduras saturadas;

AlimentoSódioGorduras
Kibe assado40 mg2,7 g
Linguiça de carne suína, frita1432 mg21,3 g
Mortadela1212 mg21,6

Fonte: (Taco/Unicamp. Por 100g do alimento

Se o prato leva recheios como bacon, linguiça ou mortadela, acaba tendo mais calorias, sódio e gorduras saturadas. Desse modo, o kibe engorda mais e é menos saudável.

O cuidado com o sódio e a gordura saturada deve ser maior na dieta de pessoas com problemas cardíacos ou renais.

Por essa razão, o melhor para dieta é o kibe tradicional, feito de triguilho e carnes magras como maminha, paleta e lagarto. Já a hortelã, a salsinha, a cebolinha e o cominho, dão um toque especial e saudável à receita.

Você pode inserir o quibe assado numa dieta diversificada com saladas, vegetais cozidos e grãos integrais. Já para pessoas intolerantes ao glúten, o ideal é trocar o triguilho da receita pela aveia.

Será que o kibe cru faz mal?

Os alimentos crus podem ser saborosos e conter menos calorias, como no caso do kibe cru. No entanto, não é recomendado consumir a carne crua ou mal passada.

Segundo a agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, a carne crua pode conter micro-organismos nocivos e causar intoxicações ou infecções por protozoários, bactérias ou vírus.

A agência destaca que qualquer pessoa pode ter uma intoxicação alimentar, porém o risco é maior naquelas com 65 anos ou mais, mulheres grávidas e crianças com menos de 5 anos.

Além desses grupos, a probabilidade é maior em indivíduos com sistema imunológico enfraquecido, seja por doença renal, HIV, doença hepática e pessoas que fazem diálise, quimioterapia ou radioterapia.

Para diminuir os riscos de contaminação é importante a higiene no manuseio, preparo e o armazenamento do alimento. No caso das carnes devem ser mantidas sob refrigeração adequada e nunca consumidas cruas ou mal cozidas.

Confira os benefícios do trigo para kibe

O trigo para quibe também é conhecido como triguilho ou bulgur, é um grão integral, fonte de carboidratos complexos, vitaminas do complexo B e minerais como;

  • Ferro
  • Magnésio
  • Zinco
  • Selênio 
  • Fósforo
  • Potássio

O alimento também contém um baixo teor em gorduras (1.33 g) e apresenta bons teores de proteínas, cerca de 12.3 g em 100 gramas do alimento, segundo o USDA database. (1)

Diferente dos grãos refinados, o trigo para quibe é rico em fibras que ajuda a manter o açúcar no sangue estabilizado, adicionando glicose lentamente à corrente sanguínea, benéfico para os diabéticos.

Além disso, as fibras previnem a constipação, diminuem o colesterol ruim e ajudam na perda de peso, pois aumentam o período de saciedade.

No entanto, não é indicado o consumo do triguilho para pessoas alérgicas ou intolerantes ao glúten, já que essa proteína é encontrada no alimento.

Receita de kibe de aveia fit para a dieta

O que torna verdadeiro que o kibe engorda são os excessos no consumo, bem como os acompanhamentos calóricos e a fritura favorecem nesse sentido.

Contudo, preparar o prato em casa é uma boa escolha para reduzir as calorias na receita, assim podemos escolher os ingredientes e a forma de preparo.

Achou interessante? Então confira como fazer essa super receita de kibe fit de aveia para colocar na dieta.

Ingredientes, anote aí!

  • 300 gramas de carne moída, (maminha)
  • Meia xícara (chá) de trigo para quibe
  • 1 xícara (chá) de aveia
  • 2 colheres de azeite de oliva
  • 1 cebola roxa ralada.
  • 2 tomates picadinhos
  • Hortelã picado à gosto
  • Sal, salsinha e cebolinha a gosto.

Modo de Preparo.

  1. Misture todos os ingredientes até obter uma massa com liga, o suficiente para formar um bolinho.
  2. Espalhe a massa num refratário untado com azeite.
  3. Leve ao forno em uma temperatura de 180° por 20 minutos.
  4. Deixe esfriar e sirva!