Este é um dos alimentos mais consumidos em nosso país, seja na forma de farinha, polvilho, tapioca ou em outras preparações típicas. No entanto, é certo pensar que macaxeira é remoso?

Neste artigo, vamos entender melhor o que são os alimentos remosos e se de fato a macaxeira se encaixa ou não na categoria.

Afinal, de onde vem o termo remoso?

Remoso ou reimoso, de acordo com o dicionário, é algo que tem reima, capaz de provocar uma reação adversa no consumidor.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Acredita-se que a ingestão do alimento remoso possa inflamar um ferimento e atrapalhar no processo de cicatrização da pele.

Em geral, os alimentos classificados assim, são a carne de porco, amendoim, ovo e crustáceos.

Contudo, a denominação de um alimento como remoso não tem origem na ciência, sendo algo condizente a sabedoria popular.

Todavia, a ciência entende esses alimentos como potenciais causadores de alergia como no caso do camarão

Enfim, macaxeira é remoso ou não?

Para quem fez cirurgia ou tatuagem é normal ser advertido para não consumir um alimento remoso. 

Felizmente, vários estudos científicos demonstram quais propriedades cada alimento tem e seus efeitos no corpo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

E no caso da macaxeira, o alimento está longe de ser considerado um vilão da cicatrização ou remoso.

Isso porque a macaxeira possui substâncias que ajudam no processo de cicatrização da pele, como as saponinas polifenóis.

De acordo com estudos divulgados pela UFSJ, Universidade Federal de São João del-Rei.

As saponinas e os polifenóis são substâncias bioativas que apresentam atividade cicatrizante, anti-inflamatória e antimicrobiana. (1)

Além disso, a macaxeira é fonte de vitamina C, também chamado de ácido ascórbico, um nutriente excelente para a cicatrização.

Pesquisadores da Universidade de Leicester e do IBMC do Porto, realizaram estudos que comprovaram que a vitamina C ajuda na cicatrização de ferimentos. (2)

Além da ação regeneradora da pele, foi relatado no estudo que o nutriente também apresentou atividade antioxidante e protetora das células da pele.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A macaxeira é fonte de proteína que ajuda na cicatrização

Para quem fez cirurgia ou mesmo uma tatuagem, é essencial consumir alimentos que são fontes de proteína.

Embora as melhores fontes sejam os ovos e as carnes, a cada 100 gramas de macaxeira contém 1,4 g de proteínas. Fontes: USDA

De acordo com o centro médico acadêmico da Universidade de Michigan nos USA, as proteínas são essenciais para cicatrização da pele.

Além disso, elas são importantes para combater infecções, transportar oxigênio e fornecer energia ao corpo.

A macaxeira é nutritiva e tem fibras, porém evite a fritura.

De acordo com a nutricionista Tarcila Ferraz de Campos, a macaxeira tem carboidratos que ajudam a fornecer energia para cicatrização da pele.

Uma outra vantagem da raiz, é ser livre de glúten e possuir boas quantidades de fibras.

Contudo, o ideal é evitar a macaxeira frita, já que a fritura tem efeito pró-inflamatório no corpo

Inclusive, vale a pena trocar fontes de carboidratos simples como doces, chocolates e refrigerantes por opções mais saudáveis.

Confira a seguir sugestões de alimentos nutritivos para inserir no cardápio.

  • Arroz
  • Batata
  • Macaxeira
  • Mandioquinha
  • Aveia
  • Milho
  • Quinoa

A macaxeira ainda é fonte de Vitamina A, B1, B2 ferro, fósforo e cálcio.

Quando a macaxeira pode ser remoso e prejudicial?

A macaxeira assim como qualquer alimento pode causar alergia, porém tudo depende do organismo do consumidor.

O alimento remoso, é também visto como um alimento alergênico, capaz de provocar vários sintomas, por exemplo;

  • Coceira
  • Vermelhidão na pele
  • Falta de ar
  • Dores de estômago
  • Inchaço na pele
  • Diarreia
  • Erupções cutâneas

Caso após a ingestão da macaxeira, apresente quaisquer dos sintomas mencionados, procure imediatamente ajuda médica.

Contudo, é importante ressaltar que um alimento pode causar alergia para um, e ser inofensivo para outro.

Portanto, a macaxeira só é prejudicial para quem tem alergia, intolerância ou sensibilidade ao tubérculo.

Ainda assim, é importante estar ciente de outros cuidados sobre a macaxeira, a qual pelo tipo mais comum é denominada mansa ou brava.

A macaxeira brava não deve ser consumida devido ao seu elevado nível de toxicidade por um composto chamado cianeto de hidrogênio.

Já a mansa também possui a toxina, mas em menor quantidade, portanto é fundamental consumir o alimento bem cozido.

Hoje em nosso artigo, vimos que alguns fatores devem ser considerados antes de afirmar se a macaxeira é ou não remoso.

Esperamos que as informações aqui disponibilizadas, tenham ajudado a sanar a sua dúvida.

Todas as fontes utilizadas na matéria, estão no final deste artigo, nós vamos ficando por aqui e até a próxima.

Fontes:

  • https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/673682/1/ComTec17.pdf
  • https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/aaai_vol_2_n_01_a05__7_.pdf
  • https://www.medicalnewstoday.com/articles/323756#:~:text=Cassava%20is%20a%20calorie-rich,up%20to%2025%20percent%20protein.