Não importa se cozidos, fritos ou mexidos, ovos são versáteis, baratos e muito nutritivos.

Ainda que o ovo seja conhecido por seu teor de proteínas, uma dúvida é se o alimento tem ou não carboidratos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em geral, a dúvida ocorre quando o objetivo é limitar os carboidratos na alimentação como na dieta Low Carb.

A dieta baixa em carboidratos está associada na perda de peso devido à redução de calorias vindas dos carboidratos.

Será que ovo tem carboidrato?

A resposta é sim, embora em pequenas quantidades, os ovos contêm carboidratos, cerca 1,2 gramas em 100 g do alimento.

No entanto, nada muito significativo, menos que leite, pepino, repolho, banana, laranja e maçã.

Por ser baixo em carboidrato e rico em proteínas que promovem gasto de energia, massa magra e saciedade. O ovo é adequado tanto para dietas Low Carb, quanto em dietas cetogênicas.

Segundo a Tabela Brasileira de Composição de alimentos, a clara cozida apresenta 0,0 grama de carboidrato.

Inclusive, o ovo de codorna tem menos carboidratos que o de galinha, com 0,8 gramas na porção de 100 g do alimento.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Embora o ovo seja baixo em carboidrato, existem alguns cuidados sobre o alimento. As gemadas trazem riscos de contaminação por bactérias como a salmonela, portanto evite o consumo.

Ovos são ricos em nutrientes, mas não têm fibras

Quando falamos em alimentos nutritivos, logo vem à cabeça as fibras. Afinal, colaboram para a saúde intestinal, cardiovascular, controle glicêmico e perda de peso.

Entretanto, os alimentos de origem animal, como o ovo não contém fibras alimentares.

Segundo a USDA, para adultos até 50 anos do sexo feminino é recomendado 25 gramas de fibras diárias, já para os homens o sugerido é 38 gramas.

Mulheres e homens com mais de 50 anos devem ingerir 21 e 30 gramas diárias respectivamente.

No cardápio low carb é recomendado fontes de fibras como frutas e vegetais. De acordo com a nutricionista Cathleen Crichton-Stuart, algumas das melhores fontes são;

  • Brócolis
  • Sementes de chia
  • Lentilhas
  • Grão de bico
  • Ervilhas

Afinal, a dieta low carb é saudável?

A dieta low carb se tornou popular nos últimos anos por levar a maior perda de peso a curto prazo em relação a dietas com baixo teor de gordura.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

De fato, é preciso reduzir os carboidratos simples vindos do pão branco, bolo, macarrão e outros.

Esta restrição deve ser maior para pessoas com diabetes, doenças coronárias e colesterol elevado. Contudo, não é recomendado cortar os carboidratos por completo.

Dietas restritivas a longo prazo, resultam em deficiências de nutrientes, perda óssea, distúrbios gastrointestinais e aumentam os riscos de doenças crônicas.

Uma dieta mal elaborada, sem avaliação e acompanhamento de um nutricionista traz ricos a saúde.

Todavia, em certos casos a dieta low carb pode ser realizada com ajuda de um nutricionista.

No entanto, é preciso avaliação individual, considerando sexo, níveis de atividades físicas e condições de saúde. Portanto, fale com seu médico e nutricionista antes de iniciar sua dieta.