Salitre engorda? Ele é realmente um vilão para saúde? É o grande culpado por aquela sensação incômoda de inchaço no estômago? Estas e outras respostas, você encontra aqui!

O que é salitre?

Muita gente ouve falar sobre salitre, tem suas crenças a respeito dele, mas sem na verdade saber do que se trata.

Antigamente se falava que o salitre era colocado nas refeições dos soldados para reduzir o desejo sexual, e claro, isso é um MITO.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em suma, a substância é semelhante ao sal de cozinha e inclusive tem gosto salgado, porém é mais comum na dieta do que muitos imaginam.

Tanto o nitrato de potássio cuja a fórmula química é KNO3, e o nitrato de sódio NaNO3, são denominados como salitre, podendo ser obtido de ambientes naturais, especialmente dos solos rochosos do Chile, Bolívia e Peru.

Para que serve o salitre na comida?

A substância possui várias finalidades, na indústria alimentícia, tem como principal objetivo realçar o sabor dos alimentos industrializados e conservá-los mantendo a cor.

Além disso, o salitre protege os alimentos da ação de bactérias como a Clostridium Botulinum, a qual produz uma das substâncias mais mortais conhecidas pela humanidade, a botulina, sete milhões de vezes mais tóxico do que o veneno da cobra.

Agora que aprendemos a utilidade e a importância do salitre, para o conhecermos um pouco mais, vamos recorrer à história.

O Chile sempre foi o grande exportador do produto para fabricação de explosivos e para produção de fertilizantes.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A produção do salitre no Brasil, deu início ainda na época colonial onde era objeto de estudo tanto do Brasil como de Portugal.

Em 1947 o Brasil estabeleceu algumas negociações comerciais com o Chile em relação ao produto, e ao longo dos anos ele passou a ser usado pela indústria na fabricação de alimentos embutidos e enlatados.

Alguns dos produtos cárneos industrializados onde o salitre é comumente aplicado são;

  • Salsicha;
  • Linguiça;
  • Presunto;
  • Peito de peru;
  • Mortadela;
  • Carnes enlatadas.

Salitre engorda?

Em relação às calorias, não especificamente o salitre engorda, mas o risco do ganho de peso é maior porque os alimentos que o levam na composição são mais calóricos.

As carnes processadas como a mortadela, salsicha, salame, presunto e bacon, em geral, contêm salitre, mas sobretudo, elevados teores de gorduras, calorias e sódio.

E por falar nele, a alta ingestão de sódio pode levar a retenção de líquidos e trazer a desagradável sensação de que você está pesando mais do que o habitual.

Além disso, existem pesquisas que indicam que sal em excesso na dieta pode levar ao vício alimentar.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Isso porque o sal tem um efeito no cérebro semelhante ao vício de drogas, considerado como uma substância que pode até causar dependência.

É bem simples perceber isso, ao se deparar com aquelas filas enormes no fast-food, não é verdade?

Em um hambúrguer simples no fast-food o consumo de sódio pode chegar a 1356mg.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) estabelece que o consumo deste mineral deve chegar a 2000mg para população adulta, o que corresponde a apenas 5 gramas de sal por dia.

A quantidade ideal para o preparo de todas as refeições, seria o equivalente a uma tampinha de caneta, que já alcança as 5mg de sal.

Inclusive, os alimentos ricos em sal, podem aumentar o risco do ganho de peso, porque leva as pessoas a consumirem mais bebidas como refrigerantes, na falsa sensação de “matar a sede”.

Sem falar, que a alta ingestão de sódio está associado a retenção de líquidos, o que contribui não só no aumento do peso corporal, mas também da pressão arterial.

Portanto, a combinação desses fatores e maior consumo de alimentos industrializados, os quais não são baixos em calorias, leva a subir os ponteiros da balança e não é saudável.

Considerando que o salitre adicionado ocorre em produtos do gênero, convém para uma boa saúde e controle do peso ter moderação.

No entanto, para fugir então dos quilinhos a mais, o melhor caminho é a reeducação alimentar.

Fazendo a escolha certa

O salitre não é de todo vilão da alimentação, afinal, sem o uso dele no processo de fabricação de muitos alimentos na indústria, ficaríamos suscetíveis a contaminação por microrganismos e doenças causadas por intoxicação alimentar.

O grande perigo que faz-nos afirmar que salitre engorda e traz muitos outros malefícios, está no excesso do consumo de alimentos que o carrega.

Por esta razão, a melhor escolha antes de sair por aí afirmando que o salitre engorda, é sempre ter uma alimentação saudável, portanto, comece fazendo pequenas mudanças como:

  • Trocar o hambúrguer congelado pelo caseiro;
  • Os temperos artificiais por ervas aromáticas;
  • Os embutidos como salsicha e linguiça por carnes magras como filé de frango e peixe.
  • O peito de peru pelo queijo branco.

Aqui vale a velha e boa dica, desembrulhe menos e descasque mais! Isso quer dizer que quanto mais natural for sua alimentação mais a saúde agradece.

Salitre faz mal? É ou não utilizado nos alimentos em restaurantes? Mito ou verdade

É muito comum depois de uma refeição no restaurante as pessoas se sentirem estufadas e aí vem a busca de um culpado.

Logo pensam: esta comida tem salitre! Mas afinal, ele é ou não utilizado nas refeições em restaurantes?

Segundo Agência Nacional de Vigilância Sanitária, é proibido o uso do salitre na preparação dos alimentos nos restaurantes, sendo de uso exclusivo da indústria alimentícia.

Contudo, a agência recomenda que caso o consumidor desconfie, denuncie o estabelecimento.

A ANVISA, reconhece que ainda não há um planejamento efetivo no combate ao uso do salitre nos restaurantes.

No entanto, estudos já evidenciaram a utilização da substância em refeições oferecidas ao público, o que indica uma possível não segurança alimentar.

A ingestão do salitre também pode vir através de temperos prontos que possivelmente o tenham na composição, dos quais podem ser utilizados pelos restaurantes.

Contudo, é preciso considerar que o salitre possui um alto custo, pois chega a custar até 10 vezes mais que o sal de cozinha, sendo de uso comum, portanto, da indústria alimentícia.

Já a sensação de “estufamento” após a refeição, pode ocorrer não por culpa do salitre, mas por outros motivos, os mais comuns são:

  • Grande quantidade de comida ingerida;
  • O ato de comer muito rápido;
  • O tipo de preparo do alimento, ou seja, se o alimento é frito, rico em gordura acaba demorando mais para ser digerido, e pode levar ao inchaço abdominal;
  • Ingerir líquido com a comida.

Salitre: sobre os possíveis malefícios

Como dito neste artigo, o salitre nada mais é que nitrato de potássio e nitrato de sódio, aditivos usados pela indústria alimentícia para conservar, proteger contra ação de bactérias nos embutidos e realçar a cor e sabor.

De fato, como tudo na alimentação, os alimentos onde o salitre está presente, precisam ser ingeridos com equilíbrio.

Isso porque quase sempre vem acompanhados de outros componentes que precisam de moderação na dieta, como gorduras, conservantes, corantes e temperos artificiais.

Os nitratos e nitritos também denominados como salitre, por vezes são relacionados a doenças como câncer.

É importante dizer que a maioria dos nitratos que ingerimos não vem das carnes processadas, mas dos legumes e verduras que o adquire do solo.

Em nossa boca, os nitratos são transformados em nitritos por bactérias, porém quando ingerimos esses nitritos, no estômago podem produzir compostos químicos cancerígenos como as nitrosaminas.

Todavia, para que isso ocorra deve haver também em conjunto, fontes de aminas, as quais são provenientes da amônia, composto esse mais presente em alimentos com alto teor proteico como as carnes.

Diante disso, a Dra. Kate Allen, Diretora Executiva de Ciência e Relações Públicas, do World Câncer Research Fund International, faz algumas observações.

A especialista explica que os nitritos com as proteínas das carnes processadas, e elevadas temperaturas no preparo, podem mesmo levar a formação de substâncias cancerígenas no corpo.

Contudo, ela destaca que a relevância dos nitritos nesse processo ainda é incerta, de modo que é necessário considerar também outras razões.

Visto isto, podemos considerar que é prudente consumir as carnes processadas de maneira controlada e adicionar mais frutas e legumes na dieta.

Salitre X fiscalização

Mesmo sendo usado apenas pela indústria alimentícia, o uso do salitre no Brasil é permitido em derivados de carne.

A fiscalização do processo de fabricação e a liberação dos produtos de origem animal ou não é feita pela Vigilância Sanitária.

No entanto, já existem pesquisas que indicam o uso desses sais como o salitre muito além do permitido.

O que mostra a fragilidade da fiscalização brasileira e o quanto isso necessita ser aprimorado por se tratar de uma questão de saúde pública.

Hora de dar sua opinião!

Agora que você já conhece um pouco mais sobre se o salitre engorda e qual a real utilização deste mineral, aproveite para compartilhar com a gente como anda sua alimentação.

Você é da turma do jeito natural de viver ou nem tanto?

Se ainda não mudou seu estilo de vida para um mais saudável, queremos fazer parte dessa mudança. Por isso compartilhe com a gente a sua rotina e opinião.

Referencias:

  • https://www.mcgill.ca/oss/article/history-you-asked/what-saltpeter-used-and-it-true-it-reduces-certain-carnal-urges
  • https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7139399/
  • ?sequence=1&isAllowed=y
  • https://nj.gov/health/eoh/rtkweb/documents/fs/1574.pdf
  • https://www.bbc.com/future/article/20190311-what-are-nitrates-in-food-side-effects