Pão Dormido Engorda? | Análise e Calorias, | Veja!

Quando o assunto é a manutenção ou a perda de peso, o cuidado com a alimentação passa a ser prioridade. No entanto, nem sempre é tarefa fácil escolher os melhores alimentos não é mesmo?

Em geral, o pão é visto como um dos vilões de qualquer dieta, mas há quem diga que quando amanhecido, passado de um dia para o outro é menos calórico.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Pensando nisso, trouxemos nesse artigo várias informações a respeito do tema, então vamos conferir?

Será que pão dormido engorda ou não?

O que os nutricionistas afirmam é que não importa se o pão é fresco ou dormido, o consumo excessivo continua sendo prejudicial, por conta de vários fatores.

O pão comum, aquele feito de farinha de trigo refinada, embora seja fonte de carboidratos, é digerido de forma acelerada pelo organismo, devido à carência de fibras no alimento.

Quando está desidratado, apenas significa que perdeu umidade e por isso fica mais seco no dia seguinte.

No entanto, é importante saber que o alimento continua com as mesmas substâncias que o pão fresco.

De fato, o pão dormido ou mesmo a torrada dão a sensação de alimentos leves, mas isso não significa carregar menos calorias.

Segundo a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos, 100 gramas de pão francês, contém cerca de 300 calorias, enquanto a mesma quantidade de torradas já carrega 377.

Portanto, a afirmação que o pão dormido ou a torrada possuem menos calorias não é verdadeira, pois ambos em excesso podem engordar.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

No entanto, a boa notícia é que o pão quando ingerido de forma equilibrada, é fonte de energia e sozinho não contribuirá para o ganho de peso.

E por falar em ganho de peso, de acordo com a OMS, Organização Mundial da Saúde, muitos fatores estão associados a essa condição.

A agência enfatiza que o principal motivo do sobrepeso corporal é o desequilíbrio entre as calorias ingeridas e as gastas.

A OMS aponta alternativas para prevenir o ganho de peso, portanto, confira algumas delas;

  • Incluir na dieta, frutas e vegetais 
  • Grãos integrais e nozes
  • Praticar exercícios físicos diários

Também sempre busque auxílio de um nutricionista para obter informações sobre os melhores alimentos de acordo com o seu atual estado de saúde.

Saiba também!

Afinal, existe uma quantidade certa de pão na dieta?

Uma das maiores dúvidas em relacionadas ao pão, é sobre a quantidade adequada na dieta, contudo, não existe uma única resposta para essa pergunta.

Isso porque ela depende de uma série de fatores, desde o tipo de alimentação que você mantém até a sua rotina.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Por exemplo, uma pessoa que prática pouca atividade física, não é recomendado ingerir a mesma quantidade de pão que um atleta de alto rendimento.

O motivo é que o atleta vai necessitar de mais calorias por dia por conta dos treinos intensos.

Contudo, a regra geral é não exagerar, o sugerido para aqueles que visam a perda de peso, são opções que dão mais saciedade como o pão integral.

A propósito, abaixo separamos uma lista com informações sobre vários tipos de pães.

Pão Branco

Esta variedade, é feita com farinha branca refinada, essa opção é considerada pouco nutritiva, uma vez que no processo de refinação do trigo, a maioria das fibras e nutrientes foram perdidos.

Com isso, quando você ingere esse tipo de pão, se sente estufado e temporariamente satisfeito.

Contudo, como ele é digerido rapidamente (uma vez que o corpo transforma os carboidratos em energia), logo você sente fome novamente.

• Pão integral ou de grãos

Está variedade se diferencia por utilizar grãos integrais o que aumentam as fibras alimentares.

Por essa razão, a pão integral ajuda diretamente na saúde intestinal e também promove maior saciedade.

Além disso, é importante ressaltar que a quantidade e variedade de nutrientes está associada ao tipo de grão que o alimento tem.

O pão de linhaça, por exemplo, vai ter substâncias diferentes de um de sete grãos, porém, essas duas opções se mostram mais nutritivas que o feito de trigo refinado.

Outro ponto importante, é que no caso de celíacos (intolerantes a glúten) o cuidado com pães e outros derivados de farinha de trigo deve ser redobrado, uma vez que boa parte leva o glúten.

Revisão Geral  Dra. Marianne Rocha

Fontes: