Abacate é Remoso? | Veja bem Aqui!!!

O abacate é saboroso, nutritivo e muito encontrado em nosso país, mas será que o alimento é remoso?

Embora o termo reimoso não seja tão popular, a expressão é muito comum em certas regiões. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O termo é comumente associado a alimentos que provocam reações alérgicas na pele, inflamação e até interferem na cicatrização.

Quando um alimento é remoso?

Em geral, entende-se como remoso, alimentos ricos em gordura, mas muitas vezes, não existe uma regra para essa classificação.

O motivo é que existe divergência sobre quais alimentos levam ou não o título.

Por não se tratar de uma classificação científica, cada região tem seus alimentos remosos.

Por exemplo, é possível que um alimento seja considerado remoso ou não de acordo com cada região.

Em um estudo realizado em Itapuá, no estado do Pará, apurou que nessa localidade, mulheres menstruadas ou em resguardo, ficam impedidas de comer frutas consideradas reimosas.

A exemplo do tamarindo, caju, taperebá, e as ricas em gorduras como abacate, umari e piquiá 

Segundo as mulheres da região, a abstenção desses alimentos protege de doenças relacionadas ao ventre, corrimento e até suspensão da menstruação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Contudo, essas proibições alimentares não são fundamentadas em estudos científicos.

O abacate é remoso para cirurgia ou tatuagem?

Embora  muitos afirmam que o abacate é um alimento remoso, e assim deve ficar de fora da dieta.

Do ponto de vista nutricional, este alimento não é considerado inflamatório, devido ao seu teor de vitaminas, minerais e gorduras boas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

E por falar em gorduras boas, especificamente as monoinsaturadas e insaturadas, são as mais presentes nessa fruta.

Isso é ótimo, pois essas gorduras são saudáveis e têm efeito anti-inflamatório, bem diferentes das encontradas em fast-foods, por exemplo.

Todavia, a dieta é algo bastante individual, de modo que, cada pessoa precisa considerar suas próprias condições de saúde.

Portanto, é muito importante antes de incluir um alimento na dieta,  contar com o auxílio do seu médico e nutricionista.

Tenha moderação com os alimentos processados

Seja por uma tatuagem ou mesmo cirurgia, esses procedimentos causam lesões na pele, e caso não exista os cuidados necessários podem ocasionar inflamação.

Além de curativos e medicamentos, uma nutrição adequada auxilia no processo de recuperação e facilita a cicatrização dos tecidos.

Segundo uma publicação do site americano HealthTap, os alimentos que consumimos desempenham um papel fundamental nos níveis de inflamação no corpo.

Os alimentos ricos em açúcar, têm alguns dos efeitos mais inflamatórios, o mesmo acontece com os alimentos fritos e carboidratos refinados.

Portanto, é sugerido limitar ou evitar alimentos como, fast food, batata frita, refrigerantes, biscoitos e doces.

Também de acordo com um artigo publicado no site healthline, escrito por Franziska Spritzler,  as carnes processadas também são prejudiciais.

A carne processada é rica em compostos inflamatórios e tem forte ligação com doenças como o câncer.

Outros artigos!

Quais alimentos facilitam a cicatrização?

Uma dieta anti-inflamatória, consiste consumir alimentos que tenham substâncias que reduzem a inflamação no corpo.

A inflamação é uma defesa natural do organismo e faz parte do sistema imunológico, sempre que sofremos um trauma, corte ou mesmo algo como um micro-organismo invasor.

No entanto, a inflamação pode durar mais tempo que o necessário, a boa notícia, é que certos alimentos além de saborosos, têm efeito anti-inflamatório.

É o que explica um artigo do Havard Heath Publishing, segundo a publicação, vale a pena incluir na dieta, espinafre, brócolis, couve e tomates.

Além disso, é sugerido o consumo de frutas vermelhas e cítricas, pois são cheias de compostos com ação antioxidante e anti-inflamatório.

Algumas frutas em destaque, é a acerola, tangerina, morango, mirtilos e laranja.

De fato, uma dieta nutritiva e acompanhamento médico torna sua recuperação mais segura e saudável.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você, para mais informação sempre busque orientações de um médico ou nutricionista.

Fontes para matéria: