Macaxeira é remoso? | Saiba mais

Pessoas que estão se recuperando de cirurgia ou machucados se perguntam se macaxeira é remosa ou não.

A macaxeira é usada em vários pratos, como petiscos, entradas e caldos, tanto como ingrediente principal quanto secundário, mas será que macaxeira atrapalha a cicatrização?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Antes da resposta, vamos entender o que significa “remoso”.

O que significa remoso?

Significa comida que inflama o corpo e atrapalha a cicatrização da pele, por exemplo enlatados, camarão, frituras e carnes processadas.

Remoso é um termo mais usado em certas partes do Brasil, como nas áreas rurais ou em cidades pequenas, onde as tradições ainda são fortes.

Mas isso muda conforme a cultura local. Uma vez que muitas pessoas podem não conhecer tanto esse termo.

Então, a macaxeira é remoso?

A macaxeira não é remosa, na verdade, essa raiz é fonte de energia e diversos nutrientes que ajudam o corpo a cicatrizar mais rápido.

Contudo, é essencial saber que existe a macaxeira chamada de mansa e a brava.

A primeira é a que podemos comer, pois é segura e não faz mal, podendo ser cozida, frita ou preparada assada.

Já a macaxeira brava possui ácido cianídrico, que é um líquido incolor tóxico, muito perigoso. Esta variedade não pode ser comida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Como diferenciar a macaxeira?

Diferenciar esta raiz é essencial, pois a macaxeira brava tem elementos tóxicos, folhas e raízes finas e casca mais dura, além do sabor amargo.

Já a mansa tem gosto neutro, folhagem largas, raízes grossas e casca macia, além disso, ela cozinha mais rápido.

Mas se você tiver dúvidas, sempre cozinhe bem o alimento para eliminar qualquer elemento tóxico.

Teor de nutrientes

A macaxeira é rica em carboidratos complexos que fornecem energia para o organismo, além de fibras que ajudam a regular o intestino.

Além disso, ela é fonte das vitaminas A e C e algumas do complexo B, como colina, ácido fólico que aumenta a imunidade do corpo.

Essa raiz tão presente em nossa culinária também contém minerais como cálcio, magnésio e potássio, nutrientes importantes para a saúde dos ossos, músculos e coração.

Tudo isso faz da macaxeira um alimento com ação anti-inflamatória e antioxidante.

Consumindo de forma saudável

Mesmo não sendo prejudicial, o ideal é comer a macaxeira com moderação, pois esta raiz é rica em carboidratos e exagerar pode fazer você engordar.

Além do mais, a macaxeira frita não é a melhor forma de consumo, já que carrega muitas gorduras e calorias.

Em função disso, é melhor usar pouca gordura e sal na hora do preparo.

Vale a pena consumir essa deliciosa raiz em sopas, caldos ou cozidos. Você pode adicionar cenoura, brócolis e tomates na receita.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Qual óleo usar no preparo?

O azeite de oliva é o melhor para usar na macaxeira, ele tem antioxidantes e gorduras boas que reduzem o colesterol ruim e protegem o coração.

Um estudo de 2005 no “Journal of the American College of Nutrition” analisou o efeito anti-inflamatório das gorduras do azeite de oliva.

Os pesquisadores afirmam que o consumo regular do azeite é capaz de reduzir a inflamação no corpo, melhorando a saúde.

Comidas que ajudam na cicatrização

Algumas comidas ajudam o corpo a cicatrizar mais rápido, como as proteínas magras, minerais como zinco e gorduras como ômega-3.

inclusive, a vitamina C atua na produção de colágeno, uma proteína fundamental para reconstrução da pele e no fortalecimento dos músculos

Os alimentos que fornecem esses nutrientes são.

  • Nozes
  • Peixes de águas frias
  • Frango
  • Frutas cítricas
  • Legumes
  • E verduras com folhas verde escura

Dessa forma, ingerir esses alimentos numa dieta balanceada ajuda no processo de cicatrização!


Deixe um comentário