Macaxeira engorda? Mitos e verdades que você não sabe

macaxeira engorda

Poxa, será que macaxeira engorda ou emagrece? Ela tem muito carboidrato? E será que tem muitas calorias?

Essas são dúvidas comuns de quem busca emagrecer e gosta desse alimento, por isso, decidimos responder essas perguntas.

A macaxeira pode sim ser consumida sem causar danos a sua dieta, ou seja, sem engordar, porém é preciso tomar alguns cuidados.

Para o alimento não estragar a dieta, depende de fatores como: a quantidade ingerida, o modo de preparo e acompanhamentos.

A macaxeira frita é mais calórica

Se você fritar, as calorias na macaxeira mais que dobram, portanto, muito cuidado na hora de preparar o alimento.

Segundo a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos, em 100 gramas de macaxeira cozida, há 125 calorias, mas ao fritar, o valor sobe para 300 calorias.

A dica é preparar ela cozida e sem muito óleo, também fuja de acampamentos calóricos, por exemplo, carnes gordurosas e molhos.

O objetivo é tornar a macaxeira menos calórica para não exceder as suas necessidades de calorias e, assim, engordar.

A macaxeira é rica em carboidratos

Os tubérculos como a macaxeira, batata e inhame, possuem baixo teor de gordura, porém são fontes mais conhecidas de carboidratos.

Os carboidratos são o combustível do nosso corpo, pois geram energia necessária para que possamos realizar nossas atividades diárias.

Contudo, o excesso do nutriente no organismo eleva o risco de engordar, portanto, o ideal é não exagerar no consumo.

Confira a quantidade de carboidratos nos principais tubérculos que compõem a dieta dos brasileiros.

Teor de Carboidratos;

100g. Tabela: TACO/UNICAMP.
  • Macaxeira cozida 30,1g
  • Batata inglesa cozida 11,9g
  • Mandioquinha cozida 19,0g

Calorias na macaxeira, mandioquinha e na batata inglesa.

100g. Tabela TACO/UNICAMP.
  • Macaxeira cozida 125.4kcal
  • Batata inglesa cozida 51.6kcal
  • Mandioquinha cozida 80.1kcal

A macaxeira é a mais calórica entre os tubérculos acima.

Porém, lembre-se de que podemos comer qualquer alimento sem engordar, e com a macaxeira não é diferente, desde que seja consumida sem excessos.

A macaxeira é gostosa, nutritiva e ajuda a dar energia para o corpo, ela não engorda se você tiver controle na quantidade.

Dica de pós e pré treino

Uma forma de usufruir das propriedades da macaxeira, sem deixar afetar a sua dieta, é entender como ela pode te ajudar a emagrecer.

Para quem está em fase de emagrecimento, é indicado que tenha acompanhamento nutricional e físico.

Então, não adianta olhar só para a alimentação e esquecer de focar também em exercícios físicos, e é nessa hora que a macaxeira passa a ser sua aliada.

Já explicamos neste texto que esse alimento possui um alto valor energético e, portanto, se faz uma boa opção para o momento pós e pré treino.

Como colocar o alimento na dieta?

Para comer a macaxeira no almoço, por exemplo, podemos pensar em algumas combinações que façam equilibrar o índice glicêmico.

Se você preparar ela cozida, com chia, azeite e sal, o seu prato vai ter mais fibras e gorduras saudáveis, equilibrando dessa forma.

Outra opção para saborear, é junto a saladas e legumes, assim como peito de frango ou peixes são boas opções.

Um alerta muito importante, é que você não deve comer a macaxeira crua, pois existem algumas receitas que usam o alimento dessa forma, mas se for ingerido cru pode causar intoxicação alimentar.

Saiba mais: Farofa engorda?

Curiosidades sobre a macaxeira

O nome que se dá ao alimento varia de acordo com a região do Brasil a qual você pertence. 

Ela é reconhecida como macaxeira no Norte e Nordeste, mas também pode ser chamada de mandioca no Sul e Sudeste, ou ainda é nomeada de aipim no Rio de Janeiro. 

Em um artigo publicado pelo Instituto de Química da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), foi realizada uma análise acerca dos tipos de macaxeira.

Eles consideram haver duas variedades: a amarga, que é chamada de mandioca, e a doce, dita como aipim.

A cultura do tipo amargo precisa ser processada antes do consumo e ela pode ser utilizada como farinha torrada.

Esse tipo pode ser utilizado na produção de pães, biscoitos sem glúten e também é a principal fonte de energia alimentar dietética em diversos países.

Não é por acaso que o Brasil é o segundo maior produtor de macaxeira do mundo, e justamente 49% deste trabalho está localizado no Nordeste, onde acontece a distribuição desigual do território e há um alto nível de desigualdade social.

O alimento é tipicamente consumido no Nordeste, por fazer parte da cultura alimentar da população, além disso, é mais acessível por conta do baixo custo.

Outro estudo agora publicado pela Escola de Ciências Ambientais e Rurais, da Universidade da Nova Inglaterra, dois pesquisadores analisaram os componentes do alimento e como seria a ingestão da macaxeira de forma correta.

“Como resultado, dietas à base de mandioca devem ser supridas com fontes de proteína que fornecem um suprimento adequado de metionina e lisina, o que pode ser caro. Adegbola (1977) afirmou que dietas ricas em mandioca precisam ser suplementadas com 0,2% a 0,3% de metionina,” explicam no artigo.

Os autores descrevem a macaxeira como pobre em proteínas e explicam como equilibrar essa falta. O alimento possui apenas 0,1% de lipídios e a farinha feita com as raízes contém 2,5%.

Conclusão final

Após a leitura do texto, podemos concluir que a macaxeira não engorda se houver moderação no consumo.

Mas também aprendemos que esse alimento apresenta uma série de componentes benéficos à saúde.

Portanto, a ingestão da macaxeira é muito importante para o nosso bem-estar e só precisamos tomar cuidado com a quantidade no prato.


Artigos Relacionados