Canjiquinha Engorda? | Descubra Bem aqui! | Confira!

Considerado uma iguaria típica da culinária brasileira, a canjiquinha já faz parte do dia a dia de muitas pessoas em várias regiões do Brasil.

Seja da forma tradicional ou até com adição de outros ingredientes como queijos, creme de leite, pimenta e outros alimentos, a verdade é que muita gente não consegue resistir a esse saboroso prato. Mas, será que canjiquinha engorda?

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Qual será o verdadeiro impacto que esse alimento provoca em nosso organismo? Para responder essa pergunta é necessário entender mais à fundo a composição desse prato, e como ele pode influenciar no funcionamento do organismo.

E é exatamente isso que mostraremos no decorrer desse post. Confira!

Afinal de contas, a canjiquinha engorda mesmo ou é mito?

A canjiquinha tradicional, ou seja, sem o acréscimo de acompanhamentos tem uma tabela nutricional interessante.

Isso porque, apesar da quantidade de carboidratos, ela também é rica em proteínas e fibra alimentar.

E no caso dos carboidratos, eles são de lenta absorção, diferente dos encontrados em alimentos como biscoitospão ou macarrão, que dão pouca saciedade, devido a serem baixos em fibras.

As fibras alimentares favorecem a dieta de quem deseja emagrecer. Veja abaixo a relação completa dos valores nutricionais:

Canjiquinhavalores
Proteínas3,6g
Gorduras saturadas0
Gorduras monoinsaturadas0
Carboidratos37g
Gorduras trans0
Gorduras poli-insaturadas0,7g
Colesterol0
Gorduras totais1g
Fibras1,1g
Porção: 50G

Agora vamos analisar as informações acima. Esse prato é repleto de fibras dietéticas, além de apresentar pouca gordura.

E devido ao seu índice de fibras, a canjiquinha ajuda a aumentar os níveis de saciedade, o que evita que você sinta fome por um bom tempo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Além disso, essas substâncias também agem regulando o sistema intestinal, evitando problemas como a constipação.

Quanto ao número de calorias, 50 g da canjiquinha amarela, carrega em média entre 165 a 175 calorias e apresentando nenhuma gordura saturada.

Vale destacar que um pacote de macarrão instantâneo, já contém 388 kcal e 7,2 gramas de gordura saturada, o que mostra que a canjiquinha pode ser muito mais saudável em sua dieta.

A alta ingestão de gordura saturada está relacionado ao aumento do colesterol LDL , o que eleva os riscos de doenças cardiovasculares”. Harvard Health Publishing.

Embora tenha boas quantidades de fibras e proteínas, são os acompanhamentos e a ingestão desmoderada que podem tornar a afirmação canjica engorda verdadeira.

O perigo dos acompanhamentos da canjiquinha

Um dos motivos que faz muita gente pensar que a canjiquinha engorda, é por conta dos acompanhamentos que esse prato geralmente leva.

E realmente, alguns deles podem aumentar e muito a quantidade de calorias e outros componentes que não são tão bacanas para o corpo.

O creme de leite, por exemplo, 1 1/2 colher de sopa já acrescenta 2,5 gramas de gorduras totais e até 30 calorias a mais ao prato.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Por sua vez, a linguiça, que é um acompanhamento extremamente comum da canjiquinha, também acaba deixando a refeição bem mais gordurosa e calórica.

Observe que, apenas meia linguiça toscana, adiciona 5,4 g de gorduras saturadas, 630 mg de sódio e 222 calorias a mais na canjiquinha!

Ainda falando da linguiça, é preciso levar em conta que boa parte dos acompanhamentos adicionados ao prato são industrializados, processados ou têm a adição de vários tipos de conservantes que podem prejudicar a saúde.

Este é o caso do sódio, que está em maior quantidade em carnes processadas como linguiça, bacon e calabresa.

excesso de sódio na dieta pode prejudicar a eliminação de toxinas do organismo, fazendo assim com que o corpo acabe retendo líquidos, isso sem falar da sua ação sobre a pressão arterial.

Qual a melhor opção, canjiquinha com costelinha ou frango?

Quando o objetivo é a manutenção ou perder de peso, escolher os alimentos com menos calorias se torna fundamental neste processo.

Visto que, a Organização Mundial da Saúde, diz que o excesso de calorias no corpo, se não gastas por atividades físicas, pode promover o ganho de peso.

Embora a costelinha de porco e a canjiquinha de milho formam um par perfeito, de acordo com a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos, a costelinha tem maior teor calórico, com 256 calorias em 100 gramas do alimento.

No entanto, a tabela mostra que a mesma quantidade só que de frango, tem 170 calorias, ou seja, a ave se mostra uma opção mais adequada para sua dieta.

Veja ainda! Ovo tem carboidrato?

Canjiquinha e seus benefícios na dieta

Brasileira, a canjiquinha é uma iguaria típica da nossa culinária, se constitui basicamente da moagem do milho, processo este que também dá origem ao fubá.

Muitas pessoas não sabem, mas o milho é um alimento benéfico em diferentes aspectos.

Para começar, esse cereal é rico em vários nutrientes como vitamina C,  magnésio,  vitaminas do complexo B e potássio.

Inclusive, ele possui em sua composição dois antioxidantes que são muito benéficos para a saúde, a zeaxantina e luteína.

Os antioxidantes desempenham papel fundamental no corpo, uma vez que ajudam a combater os radicais livres.

Essas são moléculas maléficas que podem gerar uma série de problemas no organismo, desde o envelhecimento precoce até mesmo o surgimento de doenças.

Um outro benefício do milho, é ser naturalmente sem glúten, e por que isso importa para quem deseja ter uma vida mais saudável?

Vários estudos já mostraram que o consumo de glúten está associado ao surgimento de sintomas como fadiga, constipação e problemas digestivos.

É preciso ter em mente que existem pessoas que são intolerantes ou alérgicas a esse tipo de substância. Logo, o glúten pode acabar gerando uma série de efeitos colaterais graves.

Outro ponto interessante sobre o milho, é que em porções bem pequenas ele pode estar em dietas Low carb.

Isso porque apesar da quantidade de carboidratos, o cereal tem proteínas e fibras alimentares, esses são de lenta absorção.

Dessa forma, esse cereal acaba evitando os picos de açúcar que podem desencadear desde o ganho de peso até doenças como diabetes do tipo 2.

Inclusive, se comparado com o arroz e o pão, o milho e seus derivados (como a farinha de milho) acaba sendo mais vantajoso para quem deseja emagrecer.

Fatores que exigem cuidado em relação ao milho

Quando o assunto é milho não existem apenas benefícios. O cereal em si acaba tendo vários benefícios, mas os alimentos processados e derivados deles como os xaropes de milho, podem ser bem prejudiciais.

No caso dos xaropes, por exemplo, os níveis de açúcar acabam sendo mais elevados do que a versão crua. Sobretudo, ainda é necessário levar em consideração a questão dos transgênicos.

Isso porque vários estudos apontam que determinados componentes dos milhos transgênicos podem gerar efeitos como:

  • Mudanças no sistema intestinal;
  • Aumento de resistência antibiótica;
  • Problemas com funções hormonais.

Por essa razão, é importante sempre procurar pelo cereal orgânico.

Conclusão  

Como pode ver acima, a afirmação de que a canjiquinha engorda depende de vários fatores.

Esse alimento pode ser sim uma excelente alternativa para quem deseja perder peso e ter mais qualidade de vida, desde que se tenha cuidado com os acompanhamentos e quantidades na dieta.

Inclusive, cabe ressaltar que é sempre importante procurar um nutricionista para saber mais sobre a dieta adequada.

Fontes:

  • https://www.nestle.com.br/marcas/nestle-creme-de-leite/creme-de-leite-nestle-tradicional
  • Tabela Brasileira de Composicao de Alimentos – TACO 4 Edicao Ampliada e Revisada
  • https://www.sadia.com.br/produtos/linguica-toscana-1kg
  • https://www.yoki.com.br/produto/canjica-amarela-mungunza-500-g/
  • https://idec.org.br/consultas/dicas-e-direitos/saiba-o-que-sao-os-alimentos-transgenicos-e-quais-os-seus-riscos